© 2018 por UP Consultoria Jr.

Criado por João Pedro F. Marques

Siga a gente:

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • Branca Ícone LinkedIn
Buscar

A Importância dos registros financeiros para sua empresa!

Você já parou para pensar a quantidade de dinheiro que entra e sai, mesmo que em quantias bem pequenas, do nosso bolso no dia a dia? Agora tente imaginar dentro de uma empresa. Ao final do mês muitas vezes não sabemos para onde foi todo nosso dinheiro porque simplesmente não anotamos ou não registramos em nenhum lugar.



Os registro financeiros tem a finalidade de coordenar e organizar as atividades e avaliar a condição financeira da empresa. Eles podem ser feitos por meio de registros mais simples em cadernos de anotações ou ainda utilizando softwares. Esses registros são feitos para que se tenha um bom controle da situação financeira do seu negócio e com base neles, ficará mais fácil na hora de tomar alguma decisão, como por exemplo, quando e quanto investir, fazer estudos de viabilidade de algum projeto e também identificar pontos fortes e fracos da sua empresa.


Para fazer esses registros deve-se entender que existem vários níveis de controle financeiro e você deve fazer aquele que mais se adequa a realidade da sua empresa. O controle das movimentações, é o passo mais básico no início desse trabalho, que consiste basicamente em registrar e classificar de forma correta cada tipo de movimentação, como por exemplo receitas, despesas, custos fixos ou variáveis e assim por diante. Deve-se ter o cuidado de nunca misturar capital da empresa com o capital pessoal.


A partir do momento que você consegue registrar suas movimentações é a hora de tirar algumas conclusões desses registros. Neste momento é interessante entender sobre alguns indicadores financeiros. Deve-se sempre questionar alguns valores para saber se é normal realizar esses tipos de gastos e, com isso, passamos a não ter apenas um controle quantitativo mas qualitativo também. E, com o intuito de tornar esses dados mais confiáveis deve-se olhá-los como fluxo de caixa, que é o registro de quando o dinheiro realmente entra ou sai do caixa da empresa, e regime de competência que é quando as receitas são contabilizadas e não quando são recebidas em caixa e as despesas quando elas são reconhecidas no momento em que são incorridas e não quando são pagas.



Tendo esses registros bem feitos, conseguimos fazer análises bem criteriosas e que vão nos auxiliar muito na hora da tomada de decisão na nossa empresa. Com as visões de regime de caixa e regime de competência conseguimos extrair um indicador que é bastante desejado pelos empresários, o de lucratividade. Para fazer essa análise de lucratividade podemos utilizar o ponto de equilíbrio, que é a combinação de alguns valores que vão nos mostrar o quanto de receita deve-se gerar para cobrir todos os custos fixos e variáveis da empresa. Isso é muito interessante pois sabemos a partir de que ponto a empresa consegue se pagar e quando começa a gerar lucros.



Para calcular o ponto de equilíbrio é necessário o valor unitário por venda do produto/serviço, os custos variáveis por unidade (que são todos aqueles que incidem sobre o produto/serviço) e os custos fixos por período (que são aqueles que não estão diretamente ligados ao produto ou serviço mas são necessários para manter a empresa). Somando-se os custos fixos com os variáveis e dividindo pelo preço final do produto é possível determinar a quantidade mínima que se deve produzir para que não se tenha prejuízos.


Entende-se então, a importância dos registros financeiros uma vez que, eles sozinhos não nos geram resultados significativos mas a partir do momento que os utiliza para gerar indicadores e relatórios conseguimos uma análise muito valiosa para a tomada de decisão. Além disso, na maioria das vezes podem tirar a empresa do prejuízo e alavancar seus resultados além de nos dar um respaldo confiável quando o assunto é o que fazer com o dinheiro.

Publicado por Lauritanie Silva Chereze, Diretora de Administrativo Financeiro da UP Consultoria Jr. (Gestão 2018)